Postagens

Senador José Serra consegue 27 assinaturas para PEC que substitui teto de gastos

Texto abre R$ 100 bilhões de crédito para pagar programas sociais e dá prazo de seis meses para Executivo definir nova âncora fiscal S enador  José Serra Metrópoles Uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) apresentada pelo senador José Serra (PSDB-SP) pode se constituir em uma alternativa ao texto entregue pelo governo de transição que abriria espaço no Orçamento para financiar o Bolsa Família e outros gastos sociais. A PEC 31/2022, protocolada na segunda-feira (28/11), já alcançou o número mínimo de 27 assinaturas necessárias para começar a tramitar no Senado. O texto de autoria de Serra abre R$ 100 bilhões de crédito extraordinário para pagar os programas de transferência de renda. Segundo a proposta, o Executivo teria um prazo de seis meses para enviar ao Congresso uma proposta de limite de endividamento – que funcionaria como uma nova âncora fiscal em substituição ao teto de gastos, criado no governo do ex-presidente Michel Temer (MDB). Com as 27 assinaturas garantidas, a PEC de

Tarcísio anuncia duas novas secretarias e extinção da pasta de Desenvolvimento Regional

Mourão se reúne com Alckmin no Palácio do Planalto para um "café"

Governo de SP inicia trabalhos para construir novo túnel de ligação entre as linhas 2-Verde e 4-Amarela do Metrô

Em Brasília, Lula deve anunciar primeiros ministros; veja nomes cotados

A boa política e a má política

PEC da Transição é protocolada com Bolsa Família fora do teto por 4 anos, mas PT admite negociar

Os nomes do Republicanos para o governo Tarcísio

Tarcísio faz 1º gesto ao PSDB e apoia recondução de tucano no Sebrae de SP

Relatório do TCU serve de ponto de partida para melhorar gestão pública

Kassab vai chefiar secretaria de Tarcísio, de olho em espólio do PSDB

Proposta de Serra de basear regra fiscal em dívida é apresentada a Alckmin

Literatura da “geração do mimeógrafo” ganha livro sobre 40 anos de história